Dancinha

Dancinha

domingo, 19 de abril de 2009

Assim falou mestre Lair... repercutindo o bilhete amigo

Meu caro amigo Paulinho:
Em primeiro lugar quero registrar quão lindo e saudável você está sem barba, em segundo nota-se em ambas as fotos o semblante sorridente e otimista que sempre se fizeram presentes em você.
Estou sabendo agora que experimentou recentemente essas aflições, comuns a nós pobres seres mortais. O que acho mais interessante é que a natureza, às vezes se nos impõe estratégias aparentemente cruéis para desvendarmos um pouco de nosso inconsciente, com o intuito de alcançar o nosso self, numa tentativa de harmonizar o nosso ego e o inconsciente, a nossa verdade. Momentos, como você mencionou, de medo, nervosismo, risos, reflexões e outras coisas mais. Mas surpreendentemente, tudo se transforma em um sinergismo fantástico que nos leva , ao final, a um crescimento, que resulta em paz, compreensão, simplicidade, fazendo-nos entender o sentido destas moléstias e outras eventuais adversidades da vida. Feliz de você poder tirar tanto proveito desta relação de vida, nem todos conseguem. Para nós, seus amigos, fica mais esta lição, que também, indiretamente leva-nos a uma reflexão com consequentes alterações em nossos perfis. A partir de agora tem dentro de mim mais um pedacinho do Paulinho. Acho que a vida eterna sugerida nos dogmas religiosos passa por ai, através da troca sincera de nossas experiências. Use sim todos os meios que a tecnologia nos oferece para se doar, precisamos muito de você. Muito obrigado amigo, saúde, beijos para você e Katinha.

2 comentários:

  1. Obrigado, caro mestre. Pretendo expor seu belo texto no blog. Objeções?

    Para minha agradável surpresa, numa manhã de hospital, logo depois do banho de gato, vejo entrar quarto a dentro o Dr. Cid. Disposto a boa conversa, sem pressa, falamos sobre Casu, Universidade, sentidos da vida e derivados. Foi uma honra.

    Bola pra frente... se o Ronaldo FenÃ?meno aguenta, fica feio afinar.

    Paulinho
    19/04/2009

    ResponderExcluir
  2. Caro Paulinho, o prof. Cid realmente é um cara especial, tenho tido muito contato com ele no conselho consultivo da CASU e sempre me surpreende com sua bondade, simplicidade e objetividade, gente finíssima. Com relação a colocar meu texto no blog, nenhuma objeção, ao contrário, muito me honra, afinal a palavra sincera do coração deve estar sempre disponível. Como diz o Pogirá, que também já passou por poucas e boas, somos da familia Aroeira, madeira que nem cumpim guenta roer. Um forte abraço. Precisando qualquer coisa, estamos no pedaço.

    lairrenno@yahoo.com.br
    20/04/2009

    ResponderExcluir