Dancinha

Dancinha

quinta-feira, 11 de março de 2010

Delírios de uma paixão


Tutuca, velho sacana, sua obra-prima de 3º grau drenou as últimas gotículas que me restavam de auto-estima. Estou arrasado. Dei instruções à família para adicionar tal delírio gráfico ao que restar de mim na hora, que vou adiando, em que autoridades mais ou menos competentes, em consonância com suspiros derradeiros, derem a sentença: "cara, a festa é finda, chegou a hora da fogueirinha ..."

Em tempo: eu nunca, nem assim decadente, aceitaria posar com um top naquele tom de rosa.

5 comentários:

  1. Top rosa, jamais! Já essa calcinha verde limão, tudo bem, né, gostosão?

    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Andas falando tanto na "ensebada" - como tu mesmo carinhosamente a chamas - que não posso deixar de, preocupado, te apresentar meu "Catálogo Lambroso de Epitáfios do Caralho! Aqui vão três, na camaradagem. Se quiser conhecer os outros 147, só comprando a obra - com pagamento adiantado, claro!

    - 1 -
    "O que é a vida?... Não tô nem aí!"

    - 2 -
    DA VIDA NADA SE LEVA
    (Tratei de morrer logo, enquanto
    a Receita ainda cai nessa!)


    - 3 -
    "Aqui jaz
    um nascido ex,
    que sempre fez
    o que agora faz!"

    ResponderExcluir
  3. Fantástico o quadro, Paulinho. Coisa de fraternidade profunda, não é mesmo? E a foto também está ótima, você devia emoldurá-la também. Foi um prazer conhecer o seu blog, muito inteligente e sensível, muito especial!

    ResponderExcluir