Dancinha

Dancinha

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Claro que é amor

Concordo com quem disse que o Twitter, e por desdobramento o Facebook, é um serial killer do tempo ocioso. Mas, fazer o quê se ora ando me comovendo por seus dentes pontiagudos, penetrantes. Bom, num desses bate-bolas, no FB do Marcinho Borges, surgiu, a partir de antiga foto no Colégio Estadual, colégio da vida de muitos de nós, uma conversa sobre o Éder Simões, mestre-mór de não poucos. Raquel, sua filha e minha amiga, diz acreditar que seu pai teve com a gente uma relação que "pode ter sido amor". Marcinho, com quem partilhei aqueles tempos, confirma. Eu mato essa bola no peito, e tento chutar pra gol. Transplanto de lá o que escrevi, para registro:

Claro que é amor, posto que ainda pulsa e, agora mesmo, me cutuca naquela área das emoções máximas, não carentes de razões para existir. Vou no embalo. Se não abracei a escrita como ofício, foi porque não acatei o estímulo do mestre Éder.
Entreguei, meninote, ao Éder, uma redação de tema livre, a que dei o título de "Guevara: herói ou mito?" Li, e ouvi, como avaliação, palavras que abriram rumos, nortearam passos, e até hoje ecoam. Não compete aos mestres, e felizmente, saber o alcance de suas sentenças, nem se responsabilizar por elas. Viva a sabedoria!

3 comentários:

  1. A postagem tá uma beleza. Essa roupa nova do blog é que tá difícil de aceitar. Lembra um velho pijama do seu Lenocínio, presente (de grego) de dona Celeuma

    Beijão.

    ResponderExcluir
  2. Foi mal, Tuca, mil perdões... foi desespero, vontade de constatar se alguém ainda lia essas pessimamente traçadas, e reclamava... funcionou... obrigado!!!

    ResponderExcluir
  3. Essa, sim, é uma roupagem de respeito. Lembra as minhas cuecas brancas mais antigas.
    Mas, sério, gostei bem. É a mesma (ou quase) de vários blogs que eu gosto, como o Mundo Fantasmo, do Braulio Tavares.
    Queria saber como o pessoal arranja (ou desenvolve) certos projetos gráficos incrementadíssimos no blogger. Andei vendo alguns europeus maravilhosos, principalmente romenos e turcos.

    Beijão

    ResponderExcluir